Vícios ao volante: conheça os 5 mais comuns e como evitá-los


voltar para todas as news
2 ago
Vícios ao volante: conheça os 5 mais comuns e saiba como evitá-los

Vícios ao volante: conheça os 5 mais comuns e como evitá-los

Todo mundo que dirige acumula alguns hábitos ao longo dos anos que, rapidamente, se tornam vícios ao volante. Alguns são inofensivos, mas muitos são capazes de prejudicar não só a parte mecânica do veículo, como ainda podem causar acidentes.

Mas não se preocupe: ao contrário de outros vícios mais graves, esses não são tão difíceis de se curar. Basta que você preste atenção enquanto dirige e veja de que forma conduz o carro.

Para ajudá-lo, separamos 5 erros comuns que as pessoas cometem ao dirigir para que você passe a se observar e evitar no seu dia a dia:

1) Apoiar o pé na embreagem

Apoiar o pé na embreagem

Trata-se de um dos vícios ao volante mais comuns para usuários de carros com câmbio manual. Depois de trocar as marchas, em vez de descansar o pé esquerdo no assoalho, o motorista o mantém sobre a embreagem, esperando a próxima troca.

O grande problema é que o trânsito exige atenção e, em pouco tempo, o simples apoio será transformado em uma leve pressão sobre o pedal. Com isso, a embreagem gira em falso e se desgasta mais rapidamente.

Mesmo que você saiba que a próxima troca de marchas está próxima, mantenha o pé apoiado na caixa da roda, à esquerda do pedal.

2) Dirigir com a mão sobre a alavanca de câmbio

Dirigir com a mão sobre a alavanca de câmbio

Além de fazer com que você conduza o carro com uma mão só (atitude proibida pelo Código Brasileiro de Trânsito), apoiar a mão sobre a alavanca de câmbio força o sistema desnecessariamente, o que pode diminuir sua vida útil e levar a manutenções mais frequentes.

Leia também:  Dicas para diminuir o estresse no trânsito

Trata-se de um problema similar ao que ocorre com a embreagem: ao prestar atenção no trânsito, você acaba esquecendo a mão apoiada na alavanca e a pressão aumenta sem que você perceba.

Por isso, seja para a sua segurança, para evitar multas ou para prolongar a vida útil do seu carro, dirija sempre com as duas mãos no volante.

3) Rodar constantemente com o tanque na reserva de combustível

Usar a reserva de combustível constantemente

Quando chega na reserva, o tanque de combustível está carregando entre 7 e 10 litros. Esta pequena quantidade faz com que as impurezas do líquido fiquem mais concentradas e acabem sendo mais facilmente puxadas para dentro do motor. Isso pode causar o entupimento dos bicos injetores.

Para evitar problemas causados pelo abuso da reserva de combustível, abasteça sempre quando o marcador estiver a um quarto do final do tanque. E, pelo menos uma vez a cada quatro tanques, utilize gasolina aditivada.

4) Ligar o carro sem pisar na embreagem

A embreagem é a peça que faz a conexão entre a caixa de marchas e o motor, permitindo que o carro tenha tração. Quando você dá a partida sem acionar o pedal, o esforço do motor de arranque acaba sendo maior, já que ele precisa movimentar todo o conjunto.

Portanto, crie o hábito de pisar até o fundo na embreagem para ligar o seu carro, se livrando de mais esse vício ao volatante.

Leia também:  Como transferir o documento do carro de um estado para outro

5) Descer ladeiras em ponto morto

Se você deixa o carro em ponto morto enquanto desce uma ladeira, temos duas notícias ruins: a primeira é que você está gastando mais combustível do que o necessário. E a segunda é que os seus freios vão durar bem menos.

Em relação ao combustível, isso até fazia sentido na época dos carros carburados. Hoje em dia, com a injeção eletrônica, o carro é capaz de manter o motor funcionando sem a necessidade de utilizar combustível, se você o mantiver engrenado enquanto desce. Além disso, a marcha engrenada ajuda a segurar o veículo, facilitando o trabalho dos freios e preservando o sistema.

Livre-se dos vícios ao volante!

Se você gosta de cuidar do seu carro é só ficar atento para evitar esses vícios ao volante e garantir mais durabilidade e melhor funcionamento para o seu possante. É importante ter essas dicas sempre em mente para não acabar cometendo esses erros novamente, sem perceber, e deixar os vícios ao volante retornarem à sua rotina. Agora que você já conhece as dicas para preservar melhor seu carro evitando esses maus hábitos, veja também 5 fatores que indicam o momento de trocar de carro!

Você também pode gostar de:

Leave a Comment